quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Receita: Pastel Dona Vera

Olá leitores...O post de hoje é de Receita o/
É um pastelzinho de massa cozida, bem simples que eu apelidei de “Pastel Dona Vera”.
Essa receita quem me passou foi a minha Sogra Dona Vera. Assim que me casei com o filho dela, ela veio me ensinar a fazer porque o Alex gostava, então ela queria que eu aprendesse para agradar o filho dela.
Eu tentei, eu juro kkkkk, mas as primeiras tentativas ficaram horríveis, ai tinha até desistido porque eu nunca acertava o ponto da massa. Mas agora eu sei e de vez em quando eu faço. É muito gostoso, não fica encharcado de óleo, fica bem sequinho.
Enfim vamos ao que interessa.



Essa minha receita rendeu quase 30 pastelzinho (do tamanho da foto) e o recheio foi de carne (ainda sobrou), mas você pode fazer com presunto e queijo ou até mesmo com frango desfiado.

Para o recheio você vai precisar de:
- 1 colher (sopa) de azeite ou oléo
- 2 dentes de alho amassado
- Meia cebola picada
- 500 g. de carne moída (a minha estava congelada)
- Salsinha a gosto (eu usei desidratada porque a fresca tinha acabado)



Preparo:
1 - Leve ao fogo médio o azeite, o alho e a cebola até dar uma pequena dourada.
2 - Em seguida acrescente a carne e refogue bem, acrescente a salsinha e acerte o sal se achar necessário.
3 - Depois de pronta transfira para um prato, assim irá esfriar mais rápido e reserve.



Para a massa você vai precisar de:
-2 xíc. (chá) de farinha de trigo (reparem que não enchi totalmente com trigo)
- 1 ½ xíc. (chá) de leite
- 2 colheres (sopa) de margarina
- 1 colherzinha (chá) de sal



Para empanar:
- Agua e farinha de rosca. Óleo para fritar.

Preparo:
1 - Leve ao fogo alto o leite, a margarina, o sal e deixe ferver.
2 - Em seguida, tire a panela do fogo e acrescente o trigo todo de uma vez.
3 - Mexa até ficar como aparece na foto, leve de volta ao fogo baixo só para dar uma cozida, assim que começar a grudar na panela transfira para um prato e deixe esfriar ou até que consiga pega-la sem queimar as mãos.
4 - Coloque a massa em uma mesa ou na pia mesmo, vai sovando até ela ficar lisa e macia. A massa Não gruda nas mãos e também não precisa de trigo para enfarinhar.



5 - Com a metade da massa abra-a com um rolo, não deixando muito grossa e nem muito fina.
6 - Para fazer os formatos dos pasteizinhos eu usei um copo mesmo.
7 - Coloque um pouco de carne no centro da massa e feche dobrando ao meio (a carne precisa estar fria).
8 - Aperte um pouco no centro para não ficar com ar e aperte bem as pontas para não abrir, ele vai até ficar com um formato maior. Repita todo esse processo com o restante da massa e a outra metade.
9 - Agora um truque que aprendi com o meu Tio Ricardo (ele manja na cozinha kkkkk’) passe os pasteis na água e logo em seguida na farinha de rosca. É isso que não deixa encharcar o pastel na hora de fritar.
10 - E eles ficaram assim como mostra a foto.



Depois de empanado, leve para fritar no óleo quente, mas enquanto estiver fritando pode deixar o fogo na temperatura média para não queimar.
E tenha cuidado para não se queimar, deixe sempre o cabo da panela virado para “dentro” do fogão e se tiver criança em casa, não deixem elas entrarem na cozinha enquanto frita (pelo menos assim eu faço em casa, enquanto estou fritando algo; ninguém entra na cozinha)
Ou se preferir depois de empanado guarde dentro de um saquinho sem ar e congele, não sei exatamente quanto tempo pode ficar congelado, o máximo que deixei congelado foi duas semanas e quando for fritar é só fritar normalmente .
Fica muito bom para comer com um molho que eu fiz, é só misturar uma colher de maionese, uma de katchup, uma de mostarda e limão a gosto.



Espero que tenham gostado, eu disse que era bem simples, mas o sabor é MA-RA-VI-LHO-SO.
Beijos e até a próxima. =]

© Layout elaborado por Como um Refúgio - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.